twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Artigos

14/04/2020

Belo Horizonte tem primeiro hotel do Brasil adaptado para a pandemia de Covid-19

Viajando Direito

O primeiro hotel  do Brasil adaptado para a pandemia de Covid-19 fica em Belo Horizonte. O Vivenzo Savassi fica na Região Centro-Sul da capital mineira e opera com um protocolo inédito desenvolvido para impedir a disseminação do coronavírus. Tanto hóspedes como funcionários do hotel cumprem, desde o dia 25 de março, regras de segurança rigorosas.

Após serem desocupados, os quartos do estabelecimento passam por processo de higienização e, também por um período de isolamento de 72 horas. Todos os trabalhadores do hotel usam equipamentos de proteção individual, como máscarasluvas e botas, além de ficarem confinados no local.

Valores e atendimento

Vivenzo Savassi disponibilizou pacotes com diárias gratuitas destinadas a pessoas essenciais para a sociedade que precisam do serviço e não podem arcar com o pagamento. O preço normal da diária gira em torno de R$200, mas pode variar de acordo com a inclusão de serviços como refeições ou para a compra de pacotes mensais. 

O atendimento na recepção do hotel é virtual, inclusive nos momentos de entrada e saída dos hóspedes. Estes têm acesso apenas aos apartamentos e não às demais dependências do prédio. Os pedidos feitos ao restaurante do hotel são entregues na porta do quarto.

Os hóspedes que, porventura, desrespeitarem as regras de segurança perdem o direito de renovação da diária.

A capacidade do hotel também foi reduzida. Dos 240 quartos com os quais normalmente conta, apenas 120 estão sendo utilizados durante a pandemia, divididos em cotas para tipos de hóspedes – corporativo, profissionais de saúde, público geral, idosos, etc.

Funcionários confinados

Antes do início da aplicação dos protocolos de segurança, o hotel realizou uma seleção entre seus funcionários para verificar, dentre eles, quem gostaria de trabalhar nas novas condições. Segundo a direção do estabelecimento, a adesão foi de, aproximadamente, 80%.

Após a seleção, os profissionais passaram por um período de adaptação de 30 dias, que envolveram, inclusive, estudos psicólogos sobre seus perfis e análise do risco de contágio, considerando critérios como idade e doenças preexistentes.

Desde então, todos estão confinados nas dependências do hotel, separados dos hóspedes e com o acompanhamento de uma enfermeira

instagram.com/p/B-9oZaKJc6c/

Siga o VIAJANDO DIREITO nas redes sociais e fique atento às nossas próximas publicações sobre os efeitos do Coronavírus!

Instagram: @DireitoViajando

Facebook.com/ViajandoDireito

Twitter: @ViajandoDireito

Fonte: Estado de Minas/Foto: Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =

 

Parceiros

Revista Travel 3