twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

25/07/2016

Aeroporto de Guarulhos terá esquema especial para Olimpíada

downloadO Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo terá um esquema especial de recepção e de segurança montados para a Olimpíada 2016.

De acordo com a GRU Airport, que administra o aeroporto, apesar da capital paulista sediar apenas algumas partidas de futebol do evento, cerca de 40% dos mais de 15 mil atletas que disputarão os jogos no Rio de Janeiro devem fazer conexão no terminal.

Quase todos atletas descerão no Terminal 3 de Cumbica e, assim que deixarem as aeronaves, uma faixa roxa colada no piso indicará o caminho que deverão percorrer até os quatro guichês exclusivos da Polícia Federal (PF) e, posteriormente, até o local de restituição e inspeção de bagagens. A sinalização serve para agilizar as conexões com os aeroportos do Rio.

Segundo o diretor-adjunto de operações do aeroporto, Antônio Montano, o cuidado com a bagagem é uma das grandes preocupações da administração. “A ideia é já identificar as bagagens na origem, com as companhias aéreas. Estamos conversando para que venham contêineres exclusivos com o material dos atletas ou que as bagagens tenham etiquetas específicas para sabermos que é do pessoal olímpico”, disse Montano.

Planejamento
A Vila Olímpica montada na capital carioca e que servirá de residência para grande parte dos atletas durante os jogos tem inauguração prevista para o dia 24 de julho. Uma semana antes da data, no entanto, já está programada a chegada de alguns atletas ao Brasil, como a delegação chinesa, que conta com aproximadamente 500 membros e desembarcará em Guarulhos.

Antônio Montano conta que Cumbica vem há dois anos trabalhando no planejamento para recepcionar as delegações olímpicas. Segundo ele, a princípio, a expectativa era que Guarulhos recebesse até 80% dos atletas dos jogos por conta da realização de obras no Aeroporto do Galeão, no Rio. Como a reforma do terminal ficou pronta a tempo, o número caiu.

Cumbica não tem previsão de receber voos extras no período da Olimpíada, mas, segundo Montano, a expectativa é de que quase todas as aeronaves com destino ao terminal tenham taxa de ocupação perto dos 100%. Com isto, o número de passageiros utilizando o aeroporto diariamente passaria dos 105 mil habituais para até 130 mil.
Diferente da Copa do Mundo, que contava com “apenas” 2560 componentes de 32 nações, a Olimpíada terá 10900 participantes, de 206 países. Por conta disto, em vez de voos fretados, a maioria dos atletas utilizará voos comerciais para chegar ao Rio de Janeiro. Uma mesma delegação pode até mesmo ser acomodada em voos diferentes. “Uma delegação de atletismo, por exemplo, pode ter atletas pegando voo da Latam e outros da Gol”, explica o diretor-adjunto.

Segurança

Também nesta terça-feira, o chefe da Polícia Federal no aeroporto de Guarulhos, Marcelo Ivo, falou sobre as medidas de segurança adotadas para os jogos. Uma operação especial será montada por dois meses no terminal a partir do dia 25 de julho.

Durante o período, haverá um reforço do efetivo do controle migratório e a intensificação dos procedimentos de fiscalização. “O trabalho preventivo implica no aumento do rigor de controle. Ou seja, um maior número de aberturas de bagagens e maior atenção com aeronaves que estejam transportando autoridades ou atletas, por exemplo”, afirma Ivo.

A ação da PF será integrada com o trabalho de outras instituições de segurança pública, como as polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal. A operação contará ainda com a participação do grupo de bombas e explosivos e da divisão antiterrorismo da instituição, algo que não aconteceu durante o esquema montado para a Copa do Mundo de 2014.

O responsável pela PF em Cumbica também anunciou a utilização de um equipamento de coleta de digitais que permitirá identificar possíveis ameaças à segurança de atletas e passageiros durante os jogos com mais facilidade. “Com ele, [equipamento] vamos fazer a coleta da digital dos estrangeiros que chegarem ao país e comparar a informação com o banco de dados da Interpol, que possui mais de 50 mil pessoas cadastradas”.
De acordo com Ivo, 5 mil homens da PF estarão envolvidos nos esquemas de segurança montados para a Olimpíada.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Parceiros

Revista Travel 3