twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

29/07/2015

Como planejar uma viagem com seu bichinho de estimação

Texto do blog Comportamento Animal do jornal Estado de S. Paulo. O Viajando Direito recomenda a leitura!

Amanhã, quarta-feira, o Stitch e eu embarcaremos para Miami. Mas o planejamento dessa viagem começou há 45 dias. É uma enorme burocracia para fazer uma viagem, ainda mais se ela for internacional.

Vamos começar pelo início: Como definir o destino?

A escolha do roteiro é que irá mostrar o grau de burocracia da viagem. Se for nacional, é bem mais fácil. Basta vacinar o animal e pegar um atestado de saúde com o veterinário. Mas se você pretende viajar para fora do Brasil, lhe desejo tempo e paciência.

Para saber quais os requisitos para viagem, você precisa definir o país de destino. Cada país tem sua política quanto à aceitação de animais. Uns são mais flexíveis, como os Estados Unidos e outros mais rígidos e exigentes, como a Inglaterra. Se você, assim como eu, quer definir o destino pela política mais tranquila, aqui tem uma lista para lhe ajudar.

Outro quesito que é muito importante na hora de definir a viagem é o temperamento do animal. Como o Stitch é super tranquilo, consigo fazer viagens mais longas. Porém, se seu pequeno for muito agitado ou estressado, recomendo escolher destinos mais próximos, para passar menos tempo dentro da caixa de transporte.

Com o roteiro definido, vamos às exigências para a viagem.

Vacinação

Para viajar para os EUA, há necessidade de fazer a vacinação entre 1 ano e 30 dias antes da viagem. Vacinas datadas com mais de um ano ou menos de 30 dias não são aceitas.

Vacina: remédio ou veneno?

Vermifugação

É obrigatório que o animal esteja livre de endoparasitas (vermes) para ingressar em outros países, por isso, é recomendável dar um vermífugo 15 dias antes da viagem. Converse com seu veterinário para que ele receite o melhor produto para o seu animal.

Antipulgas

Não há nada expresso de que haja a obrigação de aplicar o antipulga no animal, mas ele deve estar livre de ectoparasitas para poder viajar. Conversei com a veterinária do Stitch e ela recomendou dar um que é via oral, tipo um petisco. O pequeno orelhudo amou.

Como se livrar das pulgas?

Atestado de Saúde

Está escrito em muitos sites e até na cartilha do Ministério da Agricultura, que o atestado de saúde deve ser emitido pelo veterinário 10 dias antes da viagem. Porém, na verdade, o atestado tem validade de apenas 72 horas. Nele, devem ter algumas informações obrigatórias, como todos os dados do animal, incluindo cor do pelo, data da vacinação, data de nascimento, e a seguinte frase “o animal não apresenta sinais de doenças infecto-contagiosas e parasitárias; e o animal foi inspecionado não sendo encontrados sinais de miíases nos últimos cinco dias”. Deve conter também os dados da clínica e do médico veterinário. Sem elas, você pode ter problemas.

Nem todos os veterinários tem costume de emitir esse tipo de laudo, por isso, fique atento aos detalhes. Não fique envergonhado e peça para que ele coloque todos esses dizeres, pois são muito necessários.

CVI (Certificado Veterinário Internacional)

O único órgão que pode dar esse documento é o Ministério da Agricultura (MAPA), no setor de Vigilância Agropecuária Internacional. Para conseguir tirá-lo, você deve verificar a unidade mais próxima da sua residência (normalmente, dentro de aeroportos) e agendar um horário. Sem horário marcado, você pode não ser atendido.

Com o horário agendado, você deve ter em mãos: carteirinha de vacinação, cópia simples da carteirinha de vacinação, atestado de saúde expedido pelo veterinário nas últimas 72 horas e requerimento para fiscalização de animais de companhia (você pode encontrar aqui). Quando chegar lá, você receberá uma declaração, que deve ser assinada na hora. Não precisa ir com o animal, apenas a documentação.

Eu fui a Guarulhos, tive um atendimento rápido e em 48 horas o documento ficou pronto. O CVI só é válido por dois dias. Então nem adianta querer se adiantar muito para tirá-lo. Fica tudo meio que para cima da hora. Por isso a importância de programar tudo certinho.

Passaporte

Se você vai viajar para a América Latina com seu pequeno, você pode solicitar um passaporte para ele. Esse documento deve ser requerido 45 dias antes da sua viagem. Ele substitui todos os documentos que eu mencionei, mas as etapas são basicamente as mesmas. Como o passaporte não tem validade para os EUA (apenas para países da América Latina), eu não busquei um para o Stitch.

Despachante

Hoje, após ter corrido atrás de todos esses documentos, descobri que há despachantes exclusivos para animais. São empresas que sabem exatamente as exigências de cada país e orientam o proprietário. Além disso, correm atrás de toda documentação. Como não usei o serviço, não posso dizer exatamente como é. Mas se você não quer ter todo o trabalho que eu tive ou vai para um país mais exigente como os da União Europeia, talvez seja interessante buscar por esse tipo de serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − quinze =

 

Parceiros

Revista Travel 3