twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

05/07/2012

Golpe de agência de turismo pode deixar 6 mil pessoas sem viajar

A agência de viagens Trip & Fun pode ter aplicado golpe em seis mil passageiros, que haviam comprado pacotes turísticos para Disney (Estados Unidos), Bariloche (Argentina), Cancun (México), Florianópolis, Sauípe e Atibaia (São Paulo).

O drama dos passageiros começou na noite de segunda-feira (2), quando um voo fretado que levaria adolescentes para férias em Cancun, no México, foi cancelado no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, Grande São Paulo. Os 34 adolescentes que haviam comprado o pacote não conseguiram embarcar.

A polícia de São Paulo abriu um inquérito para investigar o caso como estelionato depois que um grupo de vítimas registrou um boletim de ocorrência, em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo. A viagem do dia 30 de junho foi cancelada e remarcada para o dia 2, segunda-feira, mas também não ocorreu, segundo relato das vítimas à polícia.

As vítimas contam que pagaram o pacote de viagem para Cancun em nove parcelas de R$ 478,50, uma parcela de R$ 977, com entrada de R$ 780. Não viajaram nem receberam o dinheiro de volta.

Além de aproveitar as férias, os jovens iriam comemorar a formatura do ensino médio. Boa parte fechou a viagem em agosto do ano passado.

Em Campinas, a 94 km da capital, um grupo de pais de alunos registrou queixa nesta quinta-feira contra a agência, que não cumpriu os contratos. Só naquela cidade cerca de 400 pessoas compraram pacotes para a Disney, Cancun e Bariloche.

Drama semelhante vivem 70 estudantes do Rio de Janeiro, que embarcariam no próximo dia 19 e souberam que a viagem está cancelada. A arquiteta Claudia Jannuzzi, mãe da estudante Raquel, de 16 anos, conta que teve um prejuízo de R$ 5 mil. – A minha filha está arrasada. É uma frustração grande. Num ano de vestibular, essa viagem seria um escape para eles – conta a arquiteta, que havia pago para a filha um pacote de oito dias para Cancun., com direito a passeios e uma entrada na casa noturna Cocobongo, uma das mais badaladas.

Ela disse também ter ouvido de alguns colegas da filha que, na Cidade do México, adolescentes brasileiros que conseguiram embarcar em São Paulo estão sendo retirados do hotel em que ficaram hospedados. E cobrados pelos custos de alimentação e hospedagem que teriam deixado de ser pagos pela Trip&Fun.

No site da agência aparece a mensagem: “informamos que todas as viagens, para todos os destinos, serão remanejadas”. O GLOBO telefonou para os telefones celulares das duas pessoas apontadas como sócios da agência, mas eles não atenderam as ligações. No escritório em São Paulo as ligações também não são atendidas.

Segundo o representante da agência no Rio de Janeiro, Julio Mantovani, das seis mil pessoas que devem ficar sem viajar, duas mil tinham Cancun como destino. E cerca de 100 passageiros são do Rio de Janeiro. Ele, que também diz que foi surpreendido e ficou sem receber salário e comissões, tem respondido e-mails dos clientes e mensagens via redes sociais.

O presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo (Abav-SP), Edmar Augusto Bull, enviou ofício para a agência de viagens Trip & Fun, cobrando esclarecimentos da empresa em virtude do cancelamento da viagem de um grupo de jovens de São Paulo a Cancun, no México.

Fonte: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − dezesseis =

 

Parceiros

Revista Travel 3