twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

07/05/2014

Levantamento da ANAC mostra que preço médio de passagem aérea no Brasil é de R$ 341

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulga hoje a 29ª Edição do Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas, relativa ao segundo semestre de 2013. No período, a tarifa média praticada foi de R$ 341,56, valor 4,7% superior à tarifa média do mesmo período de 2012, em termos reais.

De acordo com os dados apresentados no Relatório, a maioria dos assentos comercializados no segundo semestre de 2013, quase 59%, foram vendidos por valores inferiores a R$ 300,00, e apenas 0,5% custaram mais de R$ 1.500,00.

Após 10 anos de forte redução das tarifas aéreas domésticas, com queda de aproximadamente 40% no preço médio no período, e de crescimento da oferta, da demanda e do aproveitamento das aeronaves, o setor vem passando por ajustes na estrutura de tarifas e de oferta. Ao se comparar a tarifa média doméstica do segundo semestre de 2013 com aquela apurada no mesmo período de 2002, verifica-se uma redução de 45,8%.

O segundo semestre de 2013 foi o terceiro semestre consecutivo em que o indicador de tarifa média registra variação positiva. A valorização do dólar em relação ao Real, observada desde o segundo semestre de 2011, e a alta histórica do preço do barril de petróleo têm impactado o transporte aéreo, por serem diretamente relacionados aos custos com combustível, arrendamento, manutenção e seguro de aeronaves. Tais custos representaram mais da metade (54%) dos custos e despesas de voo totais da indústria no segundo semestre de 2013.

O Yield Tarifa Aérea Média Doméstica Real – valor médio que o passageiro paga por quilômetro voado em território brasileiro –, no segundo semestre de 2013, foi apurado em R$ 0,41. Este valor representou alta de 0,2%, em relação ao mesmo período de 2012. Quando comparado o Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico Real do segundo semestre de 2013 com aquele apurado no mesmo período de 2002, verifica-se redução de 61,1 %, ou seja, atualmente, o indicador representa menos da metade do valor registrado no mesmo período de 2002. A maioria dos assentos comercializados no segundo semestre de 2013 (53,6%) correspondeu a valores de Yield Tarifa Aérea Doméstico inferiores a R$ 0,30 por quilômetro voado.

O Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas foi elaborado com base em dados de mais de 26 milhões de assentos vendidos no segundo semestre de 2013 e de mais de 52 milhões em 2013, que correspondem à totalidade das vendas efetivamente realizadas pelas companhias aéreas junto ao público adulto em geral, para mais de 7.500 linhas aéreas domésticas nos períodos analisados. Tais dados são mensalmente registrados na ANAC e submetidos a procedimentos de auditoria para assegurar a sua consistência, nos termos da Resolução ANAC nº 140/2010 e pela Portaria ANAC nº 804/SRE/2010.

Fonte: ANAC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Parceiros

Revista Travel 3