twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Sem categoria

29/01/2019

CUIDADOS PARA NÃO PERDER O VOO DE CONEXÃO

Cuidados para não perder o voo de conexão

 

Denomina-se voo com conexão os casos em que o passageiro deve desembarcar da aeronave em outra cidade e embarcar em outro avião rumo à cidade destino.

O voo com conexão pode ocorrer tantos nos trajetos nacionais como internacionais, por exemplo, o consumidor que contrata viagem para Maceió pode se vincular a uma conexão em Salvador. Nesta cidade ele permanece por um breve período, troca de aeronave e prossegue a viagem até a capital alagoana. Já nos caso de conexão internacional, por exemplo,  o passageiro adquire uma passagem para Paris (França), embarca de Confins para Guarulhos, onde troca de aeronave que deverá realizar o trecho internacional até a capital francesa.

 

Nem sempre estas viagens que incluem voos de conexão disponibilizam seus trajetos de forma pontual, sem acarretar problema ao passageiro. No caso do aeroporto Internacional de Confins, por exemplo, caso a aeronave não decole no horário ofertado, pode ocorrer a perda do voo de conexão e, muitas vezes, o extravio de sua mala, já que o passageiro não consegue reencontrá-la no final do seu trajeto, isto é, após a execução do segundo voo contratado.

 

Nos grandes aeroportos internacionais, é usual disponibilizar terminais de passageiros distintos para voos nacionais e internacionais.  Há casos que, em razão de longa distância entre os terminais, são fornecidos linhas de ônibus, trens especiais ou esteiras rolantes que  conectam um terminal ao outro, de modo a facilitar o movimento de passageiros e funcionários.

 

Estas facilidades de locomoção não excluem o cuidado que o consumidor deve ter, com objetivo de não se perder  nestes locais, apesar da existência de sinalização internacional nos trechos percorridos.

 

Seguem algumas dicas para facilitar estes passageiros:

– Evite contratar o voo com conexão com horários próximos, pois o atraso do primeiro voo pode acarretar na perda do outro voo;

– Obtenha um mapa básico do aeroporto internacional onde deverá realizar a conexão, pois  deverá auxiliá-lo na identificação da localização dos portões de chegada e saída e do percurso que você deve seguir para ir de um portão ao outro.

 

– Fique atento ao horário que você dispõe para fazer o trajeto até o portão do voo de conexão, muitas vezes a imigração ocorre no solo de conexão e você poderá enfrentar longas filas e outros percalços.

 

– Fique atento às instruções durante o taxiamento do seu avião até o portão de desembarque. As frequentes mudanças de portões devido a reposicionamentos da aeronave podem te fazer ter que se informar e não confiar cegamente no seu cartão de embarque. Os avisos a passageiros em conexão são obrigatórios e você precisará deles.

 

– Confira sua bagagem de mão e tire-a do avião com você. As equipes da companhia aérea que você contratou transferirão sua bagagem despachada de um avião para outro. Geralmente o passageiro não precisa retirá-la na esteira de bagagens no aeroporto de conexão. A única situação na qual passageiro precisará retirar seus itens na esteira será quando estiver em voo internacional e tiver chegado ao seu país de destino, mas possuir outro voo de conexão.

 

– Certifique se você recebeu o seu cartão de embarque para o seu voo de conexão. Confira o horário de embarque e portão do seu próximo voo com um agente de portão ou nos painéis de voo disponíveis no aeroporto

 

–Se o tempo para efetuar o voo de conexão for insuficiente em virtude do atraso do voo, contate a companhia aérea responsável pelo atraso. Caso você perca a conexão, a empresa deverá reacomodá-lo em um voo mais tarde, no mesmo dia, se não for possível disponibilizar a devida assistência  material (comunicação, alimentação, hospedagem e traslado) até embarcá-lo do voo até o destino final contratado.

 

– Evite correr em disparada dentro de aeroportos, pois pode ser visto de forma negativa pelos seguranças do local, sobretudo em outros países.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =

 

Parceiros

Revista Travel 3