twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

17/07/2018

Uso de aquecedores no inverno exige cuidados

Por Luciana Atheniense

A estação fria, que ocorre em algumas regiões nesta época do ano, faz com que os turistas optem por hospedagens que ofereçam lareiras em seus quartos, já que planejam ficar em um ambiente aquecido e aconchegante.

Entretanto, devem ficar alertas sobre os cuidados com a utilização tanto de lareiras, como de outros tipos de aquecimento, como chuveiros a gás, aquecedores portáteis e fogões, que, em virtude de seu mau uso, podem acarretar sérios danos à saúde, levando ao óbito.

É preciso ter atenção para o perigo de contaminação por gases tóxicos, como o monóxido de carbono (CO), que é inflamável, inodoro e letal. Quando aspirado, ocorre a substituição de elementos respiráveis na hemoglobina do sangue, como o oxigênio e o hidrogênio, pelo gás nocivo, levando a vítima à asfixia.

Segundo o coronel Matuzail, diretor de Assuntos Institucionais do Corpo de Bombeiros, a contaminação por monóxido de carbono é um risco imperceptível, uma vez que o ar contaminado não possui odor ou cor. “A utilização de lareira ou outro equipamento que produz gás necessita do que chamamos de ventilação cruzada, ou seja, que tenha entrada e saída de ar”.

Em março de 2011, um casal foi encontrado morto em uma pousada no município de Brumadinho, devido à asfixiação causada por monóxido de carbono que vazou do sistema de aquecimento a gás da hidromassagem. De acordo com os policiais, o gás vazou para o chalé e intoxicou os jovens quando eles estavam dormindo.

A cautela em relação à utilização de aquecedores deve ocorrer tanto de parte do estabelecimento hoteleiro que os disponibiliza aos clientes, como dos hóspedes que almejam usufruir desse conforto. Todos devem estar atentos aos riscos da utilização de um equipamento que, à primeira vista, é inofensivo.

O Corpo de Bombeiros alerta sobre os cuidados na utilização de aquecedores:

  • Quando a lareira é acesa, independentemente do seu tipo, é preciso verificar se a fumaça está invadindo o ambiente ao invés de subir para o exterior. Na maioria das vezes, esse problema ocorre pelo mau funcionamento das chaminés.
  • Em pousadas e hotéis, é interessante que haja um técnico especializado na manutenção deste tipo de equipamento para consertar o problema. É preciso também que, ao final de cada estação de frio, seja feita uma inspeção na lareira e limpeza na chaminé.
  • Sempre mantenha entradas de ar em ambientes com fogo de lareira, fogões e aquecedores. O ar nesses locais precisa ser renovado, evitando risco de morte por intoxicação com monóxido de carbono – CO, ou mesmo por asfixia em razão do consumo de oxigênio do ambiente.
  • No caso de aquecedores, somente adquira aparelhos certificados pelo Inmetro. Antes de ligá-los, verifique se não há necessidade de realizar algum reparo ou manutenção dos equipamentos.

Aquecedores a gás precisam ser aprovados junto ao Corpo de Bombeiros militar (exceto quando colocados em edificações unifamiliares) e instalados por profissionais com responsabilidade técnica.

Devemos ter consciência de que a utilização de aquecedores deve ser feita de forma cautelosa, já que o seu uso sem os cuidados necessários pode causar a morte de seus usuários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − catorze =

 

Parceiros

Revista Travel 3