twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Artigos

19/01/2021

Mesmo com vacina, EUA deve manter restrições para viajantes brasileiros

Viajando Direito

Mesmo com o início da vacinação no Brasil, os Estados Unidos devem manter as restrições para viajantes brasileiros impostas por causa da pandemia de COVID-19.

Segundo Jen Psaki, futura porta-voz de Joe Biden na Casa Branca, não está nos planos da próxima administração suspender os impedimentos.

“Com a pandemia piorando, e mais variantes contagiosas emergindo ao redor do mundo, não é hora de cancelar restrições às viagens internacionais. Seguindo o conselho de nossa equipe médica, a Administração não pretende suspender essas restrições em 26/01. Na verdade, planejamos fortalecer as medidas de saúde pública em relação às viagens internacionais, a fim de mitigar ainda mais a disseminação do COVID-19. “, disse Psaki pelo Twitter.

Na segunda-feira, Donald Trump anunciou a suspensão dessas restrições ao Brasil, à Irlanda, ao Reino Unido e aos países da Europa integrantes do Espaço Schengen — grupo de nações europeias com livre circulação de pessoas. A flexibilização começaria a valer em 26 de janeiro, seis dias depois da posse de Biden.

Trump havia mantido restrições apenas para viajantes oriundos da China e do Irã. Segundo ele, os países “falharam em cooperar com as autoridades de saúde pública dos EUA e em compartilhar informação precisa sobre a transmissão do vírus”.

Restrições

Desde 29 de maio de 2020, pessoas que tenham estado no Brasil num período de 14 dias antes de tentar entrar nos Estados Unidos têm sua admissão negada.

A restrição não é aplicada a pessoas que residam nos Estados Unidos ou sejam casadas com um cidadão americano ou que tenham residência permanente no país. Filhos ou irmãos de americanos ou residentes permanentes também podem entrar, desde que tenham menos de 21 anos.

Membros de tripulações de companhias aéreas ou pessoas que ingressem no país a convite do governo dos EUA também estão isentas da proibição.

Restrições semelhantes eram aplicadas a viajantes com origem no Reino Unido, na Irlanda e em países integrantes que integram o Espaço Schengen.

Siga o VIAJANDO DIREITO nas redes sociais e fique por dentro dos seus direitos e deveres

Instagram: @DireitoViajando

Facebook.com/ViajandoDireito

Twitter: @ViajandoDireito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + seis =

 

Parceiros

Revista Travel 3