twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

14/06/2012

Consulado americano em SP perde passaportes: número de documentos desaparecidos pode chegar a 700

Passaportes de brasileiros que pediram visto para os Estados Unidos sumiram do consulado em São Paulo. Documentos deveriam ter sido enviados à casa dos solicitantes, mas estão desaparecidos há mais de um mês. O consulado diz apenas que “o número de solicitantes que estão aguardando seus passaportes é menos que 400”. Mas agentes da Polícia Federal dizem que os documentos extraviados podem chegar a 700.

A Polícia Federal diz que não foi comunicada pelo Consulado dos EUA sobre o assunto, mas que o órgão americano não tem obrigação legal de informar sobre o sumiço dos passaportes. Já os donos dos documentos podem procurar a PF para registrar o extravio do documento.

Agentes do setor de passaportes da PF dizem ter notado aumento da procura por passaportes de urgência (emitidos em uma semana) e de emergência (impressos na hora e que só valem por um ano) desde o fim de abril. A informação, apurada com os solicitantes, é de que seus documentos desapareceram depois da entrevista para emissão do visto americano. Mas, oficialmente, a PF não comenta o caso.

O procedimento do consulado é reter o passaporte dos brasileiros depois da entrevista. A promessa é, em um prazo de até 15 dias, enviar o documento para a casa do solicitante. Mas nem todo mundo o recebeu de volta.

Foi o caso do editor de televisão Alisson Fernández, de 30 anos, que fez a entrevista no consulado em 30 de abril. Depois que o prazo dado pelos americanos venceu e o documento não chegou, Fernández foi informado pela empresa de entrega sobre a natureza do erro: o endereço anotado para a postagem do passaporte estava errado. “Depois de três tentativas de entrega, a empresa devolveu o passaporte ao remetente”, afirma. Mas, até agora, ele não teve mais notícia de seu passaporte – e tinha uma viagem a trabalho marcada para esta quinta-feira, 14, para a França.

A remessa dos passaportes aos brasileiros é feita pela empresa DHL. No site da empresa, segundo Fernández, é possível acompanhar o andamento da entrega. A informação é de que o passaporte já foi devolvido ao consulado. Mas o documento não voltou para ele. O editor diz que procurou o consulado e não obteve resposta. A saída foi recorrer ao passaporte de emergência da Polícia Federal em São Paulo não perder a passagem para Paris. Lá, descobriu que não era o único com esse tipo de problema.

Prazos. Questionado sobre o prazo para regularizar a entrega dos passaportes para os brasileiros, o Consulado dos Estados Unidos disse apenas que “a grande maioria dos solicitantes de vistos têm recebido seus passaportes dentro do período de duas semanas” e está “trabalhando arduamente para devolver os passaportes aos solicitantes de vistos para que possam realizar suas viagens”.

Mas o consulado não confirmou nem negou o sumiço dos documentos. Nas respostas enviadas ao Estado por e-mail, disse que “o número de solicitantes que estão aguardando seus passaportes é menos que 400. Gostaríamos de ressaltar que no Consulado dos EUA em São Paulo atendemos em média 15 mil solicitantes por semana”.

Já a DHL, responsável pela entregas, informou em nota, que “não se posicionará” sobre o assunto por causa das “cláusulas contratuais firmadas com o CSC, provedor mundial de serviços nas operações globais de vistos e passaportes”. A CSC foi procurada pelo Estado, mas também não respondeu.

Fonte: Estado de S. Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

Parceiros

Revista Travel 3