twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

16/01/2017

Conheça os padrões de tomada nos países mais visitados por brasileiros

Qualquer turista contumaz já deve ter anotado no “check list” de bagagem um adaptador de tomadas. O padrão brasileiro de plugue, usado em equipamentos como o carregador de notebook, não é, digamos, muito popular.

Melhor ainda são os modelos universais: quem viaja à Argentina não encontra a mesma tomada se passar as férias seguintes na Inglaterra.

A confusão tem explicação: na época em que reuniões para decidir um plugue universal seriam realizadas, a Segunda Guerra Mundial estourou; enquanto as conversas não foram retomadas, cada país criou seu padrão.

De lá para cá, 14 tipos de plugue foram patenteados em diferentes locais –alguns, como o americano, copiados em mais de 40 países.

“Por isso, a possibilidade de universalização é vista hoje como muito remota”, diz Reinaldo Lopes, professor de engenharia elétrica da FEI.

Um dos padrões imaginados para ser o universal, aliás, é muito semelhante ao adotado pelo Brasil desde 2010 (batizado de tipo N).

Mas ele está entre os menos usados no mundo; além do Brasil, só existe na África do Sul –o H é o menos popular, exclusivo de Israel.

Por trás do design de um plugue com dois ou três pinos não há decisões propriamente técnicas. “Leva-se em conta a segurança, mas o pino chato usado no padrão americano, por exemplo, não é necessariamente mais seguro do que o redondo do plugue europeu”, diz Lopes.

São mais decisivas para evitar acidentes medidas como a do plugue N, desenhado para ser encaixado em uma tomada com concavidade.

Com base nas informações da Comissão Eletrotécnica Internacional, conheça os padrões de tomadas usados nos 20 países mais visitados por brasileiros, nas Américas, na Europa e na Ásia – segundo estimativas da OMT (Organização Mundial do Turismo) e da Embratur.

Veja no quadro abaixo qual é o plugue adotado no país que você pretende visitar. E, confira também uma seleção de adaptadores universais para colocar na mala.

PRÉ-VIAGEM – VOLTAGEM AINDA DEVE SER CHECADA

Como cada cidade possui sua voltagem (de 90 a 240 volts), era comum hotéis oferecerem transformadores para adaptar eletrônicos à rede local. Hoje, ainda que a maior parte dos produtos suporte qualquer voltagem, vale atentar a isso antes da viagem para garantir seu funcionamento ideal –um DVD pode rodar mais lentamente fora de sua voltagem.

14127620

Fonte: Folha de S. Paulo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − dez =

 

Parceiros

Revista Travel 3