twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

10/10/2013

Estudo mostra principais problemas dos aeroportos brasileiros

SERVIÇOS-AEROPORTOSOs custos de alimentação e estacionamento, a qualidade do acesso à internet e das instalações são apontados pelos passageiros como os serviços mais insatisfatórios dos aeroportos brasileiros, segundo estudo divulgado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC).

A pesquisa ouviu, entre abril e junho, 23.006 passageiros nas salas de embarque nacional e internacional de 15 aeroportos do país. No questionário, os entrevistados derem notas de 1 a 5.

Dos 41 requisitos analisados, 12 foram reprovados pelos passageiros. O item pior avaliado foi o preço dos restaurantes e lanchonetes, que recebeu nota 2,25. Em seguida, aparece o preço das lojas (2,48), do estacionamento (2,88) e a qualidade do acesso à internet (3,18).

Entre as principais reclamações estão ainda as demoras na devolução de bagagens, o tempo de espera na fila de controle de imigração, e velocidade do serviço de restituição de bagagem e oferta de bancos e caixas eletrônicos.

Na avaliação da SAC, já houve uma redução nos resultados negativos de alguns dos itens avaliados. “Em comparação ao trabalho realizado nos três primeiros meses deste ano, além do conjunto de categorias abaixo da média haver passado de 14 para 12, pode-se notar mudanças para melhor em pontos entretanto que ainda estão abaixo do que se esperava”, afirmou a secretaria, em comunicado.

Entre os serviços que tiveram uma melhora na nota estão velocidade de restituição de bagagem” (cuja nota passou de 3,61 para 3,75) e acesso à Internet/Wi-Fi” (de 3,05 para 3,18).

Ranking de aeroportos

Segundo a pesquisa, o aeroporto de Curitiba manteve a liderança como o melhor do país. O Santos Dumont subiu do 8º lugar para a segunda posição entre os 15 aeroportos do país no ranking. Em terceiro lugar ficou Natal, que subiu uma posição em relação ao primeiro levantamento.

Por outro lado, assim como na pesquisa anterior, Cuiabá foi o pior avaliado, precedido por Manaus e Guarulhos, penúltimo e antepenúltimo lugares, respectivamente.

Se destacaram no estudo os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e o de Fortaleza, Na penúltima posição na pesquisa de janeiro a março, o primeiro passou para o décimo lugar. Já o segundo, que tinha ficado no terceiro posto na levantamento inicial, caiu para o 12º no atual.

SERVIÇOS-AEROPORTOSItens bem avaliados

Os serviços melhor avaliados pelos passageiros foram “atendimento nos balcões de check-in” e as “inspeções de segurança (raio-x) e detecção de metais”, com médias acima de 4,25.

“Limpeza”, “facilidade para encontrar destinos dentro dos terminais” e “sensação de segurança” também tiveram avaliação acima da média.

“A pesquisa foi implantada pela SAC para identificar os problemas dos aeroportos na visão dos usuários e, a partir dos resultados, definir políticas para melhorar a qualidade dos serviços, tanto nas estações administradas pela Infraero quanto naquelas concedidas à iniciativa privada”, afirmou o diretor de Gestão Aeroportuária da SAC, Paulo Henrique Possas.

Segundo ele, nos últimos meses os 15 aeroportos começaram a colocar em prática planos elaborados por seus gestores para melhorar o desempenho dos serviços indicados como ruins pelos passageiros.

Entre as ações em curso para melhorar o desempenho dos indicadores mais criticados pelos passageiros, ele destacou a compra de novos equipamentos e reestruturação do quadro de pessoal da Receita Federal com o propósito de modernizar e agilizar o atendimento nos balcões de imigração.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =

 

Parceiros

Revista Travel 3