twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

23/09/2013

Como usar o celular durante viagens no exterior

Antes de viajar, é bom conhecer as formas de ligar para o Brasil.

Procure informar-se quais tecnologias estão disponíveis no país de destino. Há diversas ferramentas que podem ser usadas na comunicação: celulares, smartphones, tablets, computadores portáteis, internet e os bons e velhos telefones públicos estão à disposição para você entrar em contato longe de casa.

Em alguns países, tanto o serviço de telefone público como chamadas a cobrar entraram em desuso, com ampla adoção de celulares e outros dispositivos móveis. Porém, eles ainda existem e podem ser a solução mais econômica para o viajante.

Para usar o celular no exterior, algumas operadoras exigem que o cliente habilite o serviço de roaming internacional, processo em que o usuário é transferido da rede de origem para a local, antes de viajar.

A grande vantagem de levar o celular é que seu número será mantido e você poderá receber ligações. Porém, as tarifas costumam ser muito altas. Por isso, é altamente recomendável que você consulte sua operadora para saber os valores.

Se você deseja fugir dos preços altíssimos do roaming internacional, o chip (chamado de SIM Card no exterior) da MaxRoam é uma boa pedida. Teoricamente, ele funciona na maioria dos países e pode ser usado em qualquer aparelho GSM desbloqueado. E o melhor: os descontos nas tarifas podem chegar a 70% em relação ao valor do roaming. Para adquiri-lo, acesse o sitemaxroam.come siga as instruções.

Quem viaja para os Estados Unidos, a dica é comprar um SIM Card de operadoras locais. Na T-Mobile (www.t-mobile.com), por exemplo, o plano pré-pago de US$ 60 permite falar à vontade para telefones fixos no Brasil e acessar a internet durante um mês.

Se você tem um iPhone ou smartphone, não é necessário trocar o chip para pagar pouco. Basta aproveitar os pontos de internet wi-fi em cafeterias e aeroportos, por exemplo, para fazer o download gratuito dos aplicativos Skype, Viber ou WhatsApp, que permitem se comunicar com quem tem os mesmos programas.

Fonte: Viaje Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 11 =

 

Parceiros

Revista Travel 3