twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

01/12/2015

Viagem ao exterior: diminuição no consumo e dicas

images (1)As pessoas que pretendem viajar para o exterior, neste final de ano, tendem a não consumir da mesma forma que nos anos anteriores. A previsão de redução de gastos está vinculada, entre outros fatores, a alta da moeda americana em nosso país. Em outubro deste ano, o dólar teve queda de 2,58%, passando a valer R$ 3,86. Mas, nos dez primeiros meses de 2015, a moeda obteve alta de 45%.

Na semana passada, o Banco Central divulgou que as despesas dos brasileiros no exterior somaram US$ 1 bilhão em outubro, sofrendo uma queda de 52% em relação ao mesmo mês no ano passado. Esse é o menor valor para o período desde o início da série histórica revisada do BC, em janeiro de 2010.

O elevado valor do dólar americano encarece as passagens e as hospedagens cotadas em moeda estrangeira, além dos produtos comprados no exterior.

Veja algumas dicas para os viajantes que desejam adquirir moeda estrangeira para sua viagem ao exterior:

– Faça uma ‘poupança’ de dólar antes de realizar sua viagem internacional:

Em tempos de incerteza, não deixe para comprar dólar na última hora. O ideal é ir comprando aos poucos, pois se a cotação subir, você já adquiriu uma parte por um valor melhor e, se cair, ainda poderá comprar com um câmbio vantajoso.

– Evite realizar compras utilizando cartão de crédito:

O cartão de crédito seria a melhor forma de realizar compras no exterior se não fosse o reajuste do IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros) para esse tipo de operação. Além da dedução tributária, o consumidor que utiliza esta forma de pagamento está vinculado à variação cambial, já que a cotação utilizada é a do dia do pagamento da fatura e não da data da compra. Por outro lado, recomenda-se sempre levá-lo nas viagens internacionais para o caso de “situações emergenciais”.

– Somente adquira moeda estrangeira nas casas de câmbio devidamente credenciadas:

É importante comprar/vender moeda estrangeira com empresas credenciadas no Banco Central. O chamado “câmbio paralelo” ou “câmbio negro”, além de ser crime passível de punição, não oferece nenhuma segurança, sendo que a chance de receber notas falsas é alta.

O planejamento financeiro é muito importante ao turista que almeja realizar uma viagem internacional. Esta cautela deve ocorrer antes, durante e depois da viagem, devendo evitar pagar contas, ao retornar ao Brasil, de gastos efetuados no exterior.

Estamos vivendo em um país que apresenta instabilidade econômica, onde não se consegue prever até quando iremos conviver com o aumento constante da moeda estrangeira.

É bom lembrar que a almejada viagem ao exterior deve ser planejada de acordo com seu poder aquisitivo. Pois, somente assim conseguirá usufruir de todos os benefícios de sua temporada internacional, evitando o susto ao retornar e deparar com a fatura do cartão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

 

Parceiros

Revista Travel 3