twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

26/02/2014

Especial carnaval – dicas para não gastar muito com a folia

Esta semana muitos brasileiros já começaram a arrumar suas malas para aproveitar o Carnaval. Esse feriado é marcado pela alegria e descontração, entretanto é recomendado evitar o consumo excessivo que pode gerar um descontrole na finança pessoal do consumidor folião.

Vale a pena conferir as “10 dicas para reduzir gastos excessivos na viagem de Carnaval” divulgada pelo site “Info Money”

1. Neste momento de dólar e inflação altos, o consumidor deve fazer uma boa pesquisa de preços e procurar promoções de lugares que ofereçam vantagens, como as principais refeições inclusas na estadia, por exemplo;

2. Faça as contas e veja se não é mais vantajoso viajar de carro. Se a distância for curta e o carro estiver com a capacidade máxima e segura de pessoas, pode valer mais a pena do que ir de ônibus ou avião;

3. Se o carro não for uma opção, verifique o preço das passagens nos sites das empresas de transporte aéreo, terrestre e agências de turismo. Horários alternativos, como madrugada, geralmente têm descontos. No caso de passagem aérea, verifique se já estão incluídas as taxas de embarque;

4. Se optar por pacotes de viagem, procure várias agências, pesquise preços, condições de pagamento (parcelamentos e taxas de juros) e outros detalhes.

5. Conte com a ajuda da Internet para pesquisar informações sobre os hotéis e pousadas. Verifique se existem despesas não inclusas na estadia, como taxas de serviço e impostos. Em destinos internacionais, é comum que haja impostos cobrados à parte, no próprio hotel.

6. Quando estiver hospedado, evite consumir os produtos do frigobar. Geralmente, o preço é acima do mercado. Aproveite esta comodidade e compre bebidas e petiscos mais em conta no supermercado;

7. Informe-se sobre os preços, segurança e formas de traslados disponíveis no destino.

8. Programe-se também para as despesas durante a viagem. Use a Internet para pesquisar preços de refeições, transporte, passeios (shows e parques, entre outros). Procure os escritórios de turismo na Internet que fornecem este tipo de informação;

9. Se a viagem internacional já estiver programada, é importante que o consumidor tenha se planejado anteriormente, com a compra da moeda estrangeira, por exemplo. Em dezembro de 2013, o governo elevou a taxa do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 0,38% para 6,38% para o carregamento de cartões pré-pagos com moeda estrangeira. Mesmo assim, a modalidade de pagamento ainda é recomendada por congelar o preço do dólar no momento da compra e por fazer com que o consumidor se limite a gastar dentro do planejado;

10. Evite utilizar o cartão de crédito no exterior porque a constante oscilação do dólar pode encarecer ainda mais a fatura. Esse tipo de pagamento deve servir apenas para despesas imprevistas ou para aquelas que o turista já programou para pagar quando voltar de viagem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 12 =

 

Parceiros

Revista Travel 3