twitter.com/viajandodireito facebook.com/viajandodireito linkedin.com/company/1741762 youtube.com/viajandodireito Newsletter RSS UAI

Notícias

12/12/2014

Fim de ano terá reforço nos aeroportos

Os principais aeroportos do Brasil terão um esquema especial de funcionamento de 15 de dezembro a 10 de janeiro, para garantir a segurança e o conforto das pessoas que deverão passar por eles no período das festas de fim de ano.

A operação conjunta, definida pela Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias), inclui reforço cerca de 20% no pessoal dos órgãos públicos, intensificação da fiscalização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), que terá 87% mais agentes, e compromissos das empresas aéreas de manterem balcões de check-in com ocupação máxima nos horários de pico e de deixarem aviões extra à disposição, entre outras medidas.

“Estamos preparados para a operação no fim de ano, assim como estivemos no final ano passado, na Copa do Mundo e, antes, na Copa das Confederações. Nosso esforço é no sentido de garantir tranquilidade aos passageiros”, afirmou nesta terça-feira (09/12) o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, ao anunciar as medidas. “O mercado de aviação está mantendo uma trajetória crescente, acima dos números médios de crescimento da economia brasileira, o que obriga o setor de aviação a garantir qualidade de serviço.”

São esperados quase 20 milhões de passageiros nos aeroportos para o mês de dezembro, número 7% maior do que o registrado no mesmo período de 2013. É uma movimentação ligeiramente maior que a média do ano, de 6,86% em relação a 2013. Os dias de maior movimentação deverão ser 19 de dezembro e 6 de janeiro. O movimento de aeronaves entre 18 de dezembro e 6 de janeiro deve ser 6,53% maior do que no ano passado, segundo estimativa do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), órgão da Aeronáutica.

Segundo Guilherme Ramalho, secretário-executivo da SAC (Secretaria de Aviação Civil), as medidas planejadas pelo setor visam evitar transtornos nos aeroportos nos momentos de maior demanda e manter baixa a média de atrasos. Os atrasos acumulados no mês de dezembro caíram de 29,9% em 2007 para 14,8% em 2013, com uma redução recorde em 2012 – 11%. “A meta é manter a trajetória de queda”, afirmou Ramalho.

Sem “overbooking”

As aéreas se comprometeram com a Anac a não praticar “overbooking” (venda de assentos em quantidade superior à capacidade da aeronave), a reforçar o número de funcionários em guichês exclusivos para informações, a aumentar o efetivo de tripulações e a antecipar as manutenções programadas de aviões, de forma a ter o máximo da frota voando nos dias de maior movimento.

“Devemos ter 8.800 voos extras durante a temporada de fim de ano. Antecipamos a manutenção programada das aeronaves para tê-las todas disponíveis no período”, afirmou Eduardo Sanovicz, presidente da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

Segundo ele, na Copa do Mundo, o índice de pontualidade dos voos foi de mais de 93%. “Agora vamos perseguir um número igual ou, se possível, muito melhor. Estávamos recebendo os novos aeroportos, agora eles estão em operação”, afirmou.

São Pedro

O diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, disse que a maior preocupação da agência em relação a atrasos écom a meteorologia. Moreira Franco completou: “Não tenho compromisso com São Pedro, mas segundo a Abear, fazemos um compromisso de, pelo menos, 93% dos voos sem atraso”.

A Infraero colocará em ação planos de contingência para operação de alta demanda, especificamente para casos de fechamento de aeroportos por mau tempo. Isso será reforçado no Santos Dumont, no Rio de Janeiro, onde ônibus das empresas aéreas devem estar à disposição caso haja necessidade de mandar passageiros para o Galeão e os restaurantes terão de ficar abertos até a meia-noite. Também serão feitas inspeções da parte elétrica de emergência, para minimizar o risco de queda de energia nos aeroportos da estatal, além de inspeção diária em equipamentos críticos do chamado “lado ar” do aeroporto – aqueles que atendem aos aviões, como pontes de embarque e aparelhos de auxílio à navegação.

Inspirada no planejamento da Copa, quando os aeroportos atenderam ao pico de demanda com sucesso, a SAC fará visitas técnicas aos terminais com maior movimentação prevista no período das Festas (Santos Dumont, Galeão, Congonhas, Guarulhos, Brasília e Salvador). Durante as visitas, técnicos da secretaria acompanharão a operação e os indicadores de desempenho, como tempo de fila de check-in e de restituição de bagagem. Também monitorarão atrasos, cancelamentos e a situação meteorológica dos aeroportos, como fizeram durante o Mundial de futebol.

Os operadores privados dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos, Natal, Brasília, Galeão e Confins também reforçarão equipes, com 5,7% mais funcionários. Os aeroportos concedidos adotarão uma série de medidas, que vão da antecipação de férias de funcionários ao aumento da área disponível para as filas e manutenção preventiva nos pavimentos de pista e pátios.

O ministro Moreira Franco anunciou, ainda, durante uma entrevista coletiva, que está sendo implantada nos aeroportos de Brasília, São Paulo e Rio a versão-piloto de um aplicativo para telefone celular por meio do qual os passageiros poderão dar sugestões para ajudar a melhorar a prestação de serviços nos aeroportos.

Fonte: Secretaria de Aviação Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 4 =

 

Parceiros

Revista Travel 3